Falcoaria Online

Para todos que estao perdidos com sua primeira ave

Re: Para todos que estao perdidos com sua primeira ave

Mensagempor Fernando abilake » Sáb Jul 24, 2010 12:22 am

Neste texto do Junse, ele não faz mensão ao lure flyng e como ja tive problema com lure neste forum prefiro postar algo da literatura para não dar problema de dizerem que copiei de alguem, assim que tiver algo coloco aqui explicadinho. bom como no texto ele explica o que chamo de linha guia para o fiador ai vai a foto da tecnica dele na qual eu sou usuario
Att Fernando Abilake - RJ
Certifique-se se a corda esta segura antes de subir na palmeira, se voce não sabe nadar, não pule no rio!
MSN / E-MAIL - fernandocetrero@hotmail.com
Avatar do usuário
Fernando abilake
 
Mensagens: 1431
Registrado em: Seg Abr 27, 2009 3:30 am
Localização: Rio de Janeiro

Re: Para todos que estao perdidos com sua primeira ave

Mensagempor Rafael » Sáb Jul 24, 2010 4:45 am

Pessoal precisamos de uma lista com a especificacao do que e' cada equipamento... tipo eu estava lendo o texto e ate agora nao sei o que e' lure, fiador... etc dai fica dificil entender um texto ( QUE DIRA SE TIVESSE EM ESPANHOL). procurei aqui no site mas nao encontrei o que e'! Outro dia tive que me informar o que era guizo... muita gente como eu deve ter as mesmas duvidas, e pra quem nunca mexeu com falcoaria fica impossivel adivinhar o que e'. Seria ideal se especificassem cada equipamento que tem o nome complicado... Obrigado!
Rafael
 
Mensagens: 16
Registrado em: Seg Jul 12, 2010 1:39 pm

Re: Para todos que estao perdidos com sua primeira ave

Mensagempor Fernando abilake » Sáb Jul 24, 2010 1:06 pm

:shock:

Vamos lá :

Destorcedor
= objeto metalico composto de duas pequenas argolas ou semelhante que gira em seu eixo usado para unir leash aos jesses evitando que os jesses embole

Leash = cordelete com aproximadamente 1,20cm feito de couro ou material sintetico com especie de nó em uma de suas extremidades usado para fixar o conjunto jesse + destorcedor + arco atrelando a ave ao poleiro ou luva

Lure = Especime de isca feita em couro ou outro material imitando uma possivel presa fixada em um cordelete no qual junto com um petisco balançamos para atrair a ave de distancias variadas

Fiador = cordelete mais fino e leve porem resistente usado para fixar aos jesses da ave garantindo que nao escape na faze de adestramento

Picadinha = pedacinhos de comida utilizados para recompensar a ave em suas respostas

Anklet = Especime de tornozeleira fixa ou removivél feita em couro e ilhós onde fixamos os jesses

Jesses = Tira de couro usado para fixar no anklet que possui um nó artesanal em uma de suas extremidades e uma fenda na outra onde é possivel fixar o destorcedor

extensor = Tira circular elastica resistente usado para minimizar o impacto de possiveis debatidas ou arrancões que por ventura a ave possa dar usado tbem para facilitar a remoção do destorcedor por alguns falcoeiros

guizo = Pequeno sino feito em cobre, prata ou liga metalica leve de auta sonoridade utilizado fixo na ave tarso ou cauda para localização da ave em matagais e outros

Arco = Especime de poleiro terreste em forma de arco baixo onde existe uma argola na qual atrelamos a ave pelo laesh

Banco = Especime de poleiro em forma de pilar usado para falcões onde tbem existe uma argola para fixar o laesh atrelando a ave

Banco de parede = Especime de prateleira com uma base maior fixado na parede onde atrelamos a ave

Alcandara = especime de poleiro em trave onde sua abertura e coberta por um tecido ou couro. Este poleiro e utilizado por aves bem mansas e acostumadas

Backpack = Especime de mochila feito de material sintetico colocado no corpo da ave onde fixamos trasmiters em suas costas

Telemetria = Equipamento radio eletronico composto de trasmissor e receptor para localização da ave em longas distancias

Clip de cauda = Pequeno fixador metalico usado fixo em penas centrais da cauda para fixar trasmiters e guizos

Em picado = Vôo em mergulho de altura razoável em direção a presa praticado por falcoes em altanaria como peregrinus, gyr e outros. É comum utilizar este linguajar em baixo voo tbem, alguns harris os fazem de maneira menos imponente

Baixo voo = Modalidade de voo praticada por gaviões e alguns falcões onde não se ganha altura acima de 20 metros

Altanaria = Modalidade de voo praticada por falcões em alturas acima de 150metros alguns chegam a 350metros onde a ave ganha velocidade suficiente em picado para abater um presa por impacto modalidade esta utilizada por peregrinus com seus belos mergulhos

Acho que foi os mais usados em textos .......................MAIS MASTIGADO QUE ISSO FICA DIFICIL :?
Att Fernando Abilake - RJ
Certifique-se se a corda esta segura antes de subir na palmeira, se voce não sabe nadar, não pule no rio!
MSN / E-MAIL - fernandocetrero@hotmail.com
Avatar do usuário
Fernando abilake
 
Mensagens: 1431
Registrado em: Seg Abr 27, 2009 3:30 am
Localização: Rio de Janeiro

Re: Para todos que estao perdidos com sua primeira ave

Mensagempor junio » Sáb Jul 24, 2010 1:33 pm

Olá Rafael se vc der uma procuradinha a mais vc acha ;) aqui se encontra praticamente tudo, mais ai vai um vocabulario que achei aqui no fórum não lembro qual o link,mais copiei ai vc copia tem muita coisa.Acho que foi Jorge Sales Lisboa e Leo fukui que colocaram.



As matérias publicadas em sua grande maioria neste boletim possuem termos que provavelmente serão estranhos aos iniciantes em falcoaria ou não conhecedor de Ornitologia. Visando um melhor esclarecimento aos leitores, informamos que toda vez que aparecer algum termo relacionado a Falcoaria como algum material ou a Ornitologia como nomes científicos de alguma espécie, estes nomes virão representados de forma destacada através de grafia em negrito, itálico ou entre parenteses. Tendo em vista que eu sigo o método espanhol de falcoaria, e que boa parte da bibliografia que o iniciante em falcoaria no Brasil terá contato será proveniente do idioma espanhol, coloco a disposição dos leitores uma relação alfabética entre nomes relacionados a falcoaria em espanhol e o nosso correspondente no idioma português com suas definições. Alerto que nem sempre existirá um correspondente para o idioma português. Solicitamos que qualquer pessoa falcoeiro ou ornitólogo que tenha alguma sugestão para denominar algum material relacionado a falcoaria, que nos envie sua idéia, pois após uma análise se nós acharmos que é compatível com determinado material, será prontamente aceito.
A
Abajar; Desainar, adelgazar a ave.
Abanto: Alimoche comum (Neophron percnopterus). Ave de rapina parecida ao abutre, freqüente no sul da Europa.
Abocasta: Uma espécie de ave comestível, cuja identificação não está muito clara.
Aciche: Aceche, caparrosa, vitriolo; ácido sulfurico e cobre ou ferro.
Acondicionar: Exercitar a ave para que esteja em boa condição física.
Acorredor: Falcão de inferior qualidade que ajuda o falcão maestro.
Acuchilar: Golpear a presa, com as garras em uma passada
Adobar: Curtir. “Também se diz adobar couros, oficio de curtidores; adobar guantes.”
Afeitar: Adestrar ou hacer uma ave
Aguaderas: Rémiges secundárias das aves de falcoaria.
Aguar: Obrigar os anatídeos, mediante uma passada do falcão, refugiar-se na água.
Agüero: Pássaro de falcoaria que caça bem na água.
Albayade: Carbonato básico de plomo, de cor branco, utilizado em medicina e cosmética.
Albo: Pássaro de falcoaria de tons claros.
Alcahaz: Cesta para transportar as aves.
Alcandara: Poleiro transversal para por aves de rapina, do poleiro para baixo pende uma lona ou um pano grosso com algum peso como uma madeira para deixá-la esticada e desta forma as aves subirem mais facilmente quando se debatem.
Alcatenes: Medicamento que misturado com azeite se utilizava para curar feridas e úlceras dos cães e aves de falcoaria.
Alcaravanero: Falcão empregado na caça de alcaravanes.
Alcotán: Falco subbuteo, do árabe al-qatan. Ave de rapina de cor castanho nos flancos e debaixo da cauda; partes inferiores profusamente listradas (não transversalmente); cauda de cor vermelha com lista algo escuras.
Alfaneque: Falcão Lanário africano.
Alina: C. Michaelis de Vasconcelos diz que alina é carne liviana
Altaneria: Lance de caça em que se solta o falcão para que tome altura, antes da presa ser levantada.
Alto Vuelo: O que se realiza com qualquer espécie de falcão, tanto seja para altanaria ou para mano por mano.
Amansamiento: Primeira fase do adestramento.
Anadero: Falcão empregado na caça de anatídeos.
Apiolar: Por correias nos tarsos da ave de falcoaria.
Araniegos: Recebem estes nomes os Açores capturados com araños, depois de abandonar o ninho.
Araño: Rede empregada para a captura de açores.
Ardido: Valente, intrépido.
Armar: Apiolar
Asentar: Bloquear.
Asombrada: Diz-se da ave que está atemorizada.
Atalaya: Ajudante que tem a missão de observar o vôo das aves da caça e de suas presas.
Atahorma: Ave de rapina que se alimenta de répteis e pequenos mamíferos. Circaetus gallicus
Atrainar: Soltar traínas, ou melhor, peças precapturadas, uma ave para sua introdução na caça.
Aventaja: Vantagem, supremazia, superioridade.
Ayudas: Complementos alimentícios ou terapêuticos que se dão as aves para acelerar a muda.
Azorada: Peça atemorizada por um Açor.

B
Barbero: Mancha clara que os falcões-peregrinos apresentam na garganta e parte alta do peito.
Baharí: Subespécie de falcão-peregrino de “habitat” geralmente mediterrâneo.
Bajar: Abajar. Desainar.
Bajo Vuelo: Baixo Vôo (Português-BR): O que se realiza com qualquer ave de falcoaria que não pertenca a família dos Falconídeos.
Baldés: Tipo de couro curtido, de ovelha, muito suave e delgado.
Banco: Bloco (Português-BR): Poleiro baixo para as aves, normalmente pertencente ao gênero Falco.
Berkutchi: Homem que caça com Berkutes.
Berkute: Águia real asiática, pertencente seguramente a subespécie “Aquila crisaëtus daphanea”.
Bigote; Bigode (Português-BR): Manchas escuras que apresentam os falcões de ambos lados do bico.
Bloquear: Ação da ave de caça, quando está atrás de uma presa, pousa próximo onde esta está escondida e espera que a levantem. Asentar.
Borni: Falcão lanário europeu.
Brazo tornado (a): Lançar a braço tornado, ou a partir da mão, consiste em soltar a ave de rapina, depois que a presa levante.
Buche: Estômago da ave.

C
Caída: Chama-se caída ao ato da peça que, para esquivar-se do ataque do falcão, deixa-se cair em terra.
Cajeta: Cesta de vime para o transporte das traínas.
Calzas: Plumas que cobrem a região tibial e tarso das aves. (Spizaetus).
Campestre: Forma de criar os falcões provenientes do ninho, deixando-os totalmente livres durante 4 ou 6 semanas. Os filhotes assim criados se chamam falcões campestres.
Cañón: Parte oca do ráquis da pluma.
Caperuza :Capuz (Português - BR): Objeto de couro que cobre a cabeça da ave.
Carrera: Vôo do falcão de altanaria, bico a vento para tomar altura.
Cascabel: Guizo que se coloca na ave para facilitar sua localização no campo, enquanto caça.
Cebar: Introdução a caça. Dar de comer uma ave sobre a presa que acaba de cobrar.
Cebadura: Ação de cebar
Cera: Zona desnuda que apresentam das aves de presa na base do bico.
Cerceta: Querquendula querquendula. Ave palmípede, lacustre do tamanho de um pombo.
Cerradero: Correia que fecha o capuz.
Clavos: Doença que afeta as mãos das aves de rapina.
Coberteras: As duas plumas timoneras centrais que cobrem as demais da cauda.
Cobertoras: Pequenas plumas que cobrem o corpo das aves.
Copla (Espanhol); Dupla (Português-BR): Par de falcões que caçam em companhia.
Correia de couro que prende o guizo ao tarso.
Cortesía: Premio que recebem as aves sobre cada presa capturada, permitindo-se que comam uma pequena parte da mesma.
Corva: Remige secundária dos falcões.
Cuchilos: Remiges primárias das aves de falcoaria.
Curalle: Bolota de pluma, ou algodão que se dá aos falcões para que façam uma boa digestão ou para fins medicinais.

D
Doncella: Falcão peregrino nórdico da subespécie “Falco peregrinus leucogenis”.
Debater-se: Quando a ave tenta voar e está presa no poleiro ou na luva do falcoeiro.
Desainar: Fazer com que uma ave de rapina perca sua gordura, mediante uma diminuição de sua comida.
Desbuchar: Administrar a ave de rapina, carnes pouco nutritivas para que adelgace.
Descanãr: Criar uma ave até que perca os cañones.
Desemballestar: Perder altura e tensão no vôo de altaneria.
Desempulgar: Soltar as pihuelas do falcão para lança-lo.
Destorcedor: Objeto de metal que normalmente se utiliza na pesca. É giratório e é nele que se prende as correias.

E
Egagropila Pelota (Português-BR): Plumada, Concreción de matérias indigeríveis, geralmente plumas, que os rapinantes expulsam por via oral depois da digestão.
Embarrar: Ação que a presa se deixa cair em terra para esquivar-se do falcão.
Empuesta: Lance de caça em que se solta a ave de rapina, enquanto a presa está pousada para que a surpreenda.
Encaperuzar; Encapuzar (Português-BR): Por o capuz.
Enjardinar: Por uma ave de rapina en el césped, ao ar livre.
Ensainar: Engordar.
Entremudado: Pássaro que tem feito sua primeira muda e todavia conserva algumas plumas de pollo.
Escape: É a ação de se soltar para uma ave de rapina treinada animais silvestres pré-capturados ou domésticos. As vezes os escapes tem o objetivo de introduzir a ave de rapina na caça. Em alguns países esta prática é ilegal.
Estirar: Aumentar a resistência de uma ave em vôo.
Estropajo: Grupo de plumas infracobertoras caudais.
Excremento: Excreção, Fezes.

F
Fiador (Espanhol); Fiador (Português-BR): Fio de nylon ou outro material resistente, empregado durante o adestramento
Filandra: Filaria, Parásito intestinal das aves. Gusanos.
Filomeras: Gusanos.

G
Garcero: Ave de rapina no vôo da garça
Gastar: Digerir a ração.
Gentil: Falcão capturado fora do ninho, antes do mês de setembro.
Gerifalte: Falco rusticolus. Do alemão geier=abutre e falke=falcão.
Golpar: Lançar o falcão sobre a presa e golpeá-la para atirá-la a terra onde os cães a recolherão.
Gorga: Ração de comida completa, para uma ave da falcoaria.
Grita: Voz peculiar, geralmente gutural, que emite o falcoeiro, quando a presa se levanta.
Güérmeces: Tricomoniasis. Enfermidade que afeta o tramo bucofaríngeo das aves de rapinas.

H
Hacer: Fazer um falcão é o mesmo que adestra-lo.
Halconera: Estabelecimento para as aves de falcoaria. Rocha ou local habitado por falcões.
Halconeria Falcoaria (Português-BR): Caça com falcões.
Halagar: Dar pedaços de carne a uma ave de falcoaria.
Harmez: Imperfeição na plumagem.
Herida: Em falcoaria, chama-se de herida o lugar onde se oculta uma presa atemorizada por uma ave de rapina treinada.
Hombrillos: A união das asas com o corpo.

I
Impronta: Quando uma ave é tirada do meio ambiente numa idade muito jovem, tende a
identificar-se com o falcoeiro. Não reconhece a outros pássaros como iguais. Ao alcançar a idade adulta terá comportamento reprodutivo para o homem. A dupla impronta é quando tenha se identificado para o homem e ao mesmo tempo para uma ave de sua espécie.
Injertar: Procedimento por meio do qual uma pluma quebrada é reparada e volta a colocá-la no lugar.
Innoble: Villana. Ave de rapina que não pertence aos Falconídeos ou Accipitrídeos.
Introducción: Cebadura. Preparação de uma ave de rapina para capturar uma presa específica.


J
Jaldado: Ave de rapina que apresenta a cera e os tarsos de cor amarelo ou dourado.

L
Lance: Número de aves que se lançam os falcões para que as capturem.
Lavanco: Pato bravo.
Letrado: Falcão gerifalte (Falco rusticolus) de tons claros, com pintas negras como letras.
Liar: Trabar. Ação do falcão em agarrar a presa no ar.
Liviano: Ligeiro, suave.
Lonja Trela (Português-BR): Correia de um metro e meio de comprimento, terminada em um nódulo. O mais longo dos materiais de uma ave de rapina na falcoaria.
Lúa; Luva (Português-BR): Luva de couro muito forte que se vestem na mão esquerda e sobre o qual se leva a ave de caça.

LL
Llaves: As unhas interna e posterior de uma ave do gênero Accipiter.
Llevar en mano/Carregar (Português-BR): Sopesar. Vício do falcão que consiste em levantar vôo, transportando uma presa, quando o falcoeiro se aproxima.

M
Mano por mano/Lance do punho(Português-BR): Lance de caça em que se solta o falcão depois que a presa se levanta.
Maestro: Falcão maestro é aquele que depois da primeira muda em poder do falcoeiro, está perfeitamente adestrado.
Montar: Elevar-se atrás da presa ou em caça de altanaria.
Montar sobre cola: Modo particular de elevar-se, própria do Gerifalte, que sobe em linha reta, sem fazer circulos, quase em angulo reto.
Muda: Câmbio estacional a pluma. Câmara no qual se encerra as aves durante a muda. território ocupado por um par de aves de rapina selvagem.
Mudado: Ave de rapina que tem terminado a segunda muda e tem perdido todas as plumagens de pollo.

N
Neblí: Falcão Peregrino nórdico.
Negras: Chama-se assim a cada uma das quatro franjas escuras que apresenta a cauda dos Açores (Accipiter gentilis).
Niegas: Ave de rapina empregada em falcoaria capturada no ninho.
Noble/Nobre(Português-BR): Ave de falcoaria pertencente a família dos Falconídeos ou
Accipitrídeos.

O
Olear-se: Ação que as aves realizam de molhar sua plumagem com a secreção gordurosa proveniente da glândula uropigial.

P
Papo: Dilatação esofágica das aves, onde armazenam a comida.
Pasajero/Passageiro(Português/BR): Ave de rapina “filhote”, capturado quando começa a realizar os primeiros vôos, antes de realizar a primeira muda.
Pegar: Chocar no ar com a presa.
Pensar de si: Repousar tranqüilamente, como meditando.
Pelota: Plumada, egagrópila.
Perdigón: Filhote de perdiz.
Pescar: Se diz da ave de falcoaria quando se metem na água para capturar um anatídeo, que resiste em executar o vôo.
Picada: 1) Vôo vertical, a grande velocidade contra um presa. 2) pequena porção de alimento oferecida a ave.
Pico a vento: Vento acima, lance contra o vento.
Pihuelas: Correias de couro de pele de animais, que se fixam aos tarsos das aves de rapina.
Piñones: Plumas da asa bastarda. Piñoncillos.
Placear: Levar o Açor as praças, feiras a todos tipos de movimento para que se amanse.
Plumada: Egagrópila.
Plumas primárias: Plumas principais de vôo, largas em forma de cuchillos.
Polaina: Parte da Pihuela que rodea o tarso.
Pollo: Falcão que todavia não tem feito a primeira muda.
Presión/Pressão(Português-BR): Presa de grande tamanho, como o grou, a abetarda, o ganso, etc.
Prima: Ave de falcoaria fêmea.
Punta: Se diz que o falcão de altanaria faz uma punta, quando dar uma passada nas perdizes, se mantém voando em círculos sobre elas na espera que se levantem.

Q
Quebrada: Diz-se da presa que está atemorizada e esgotada pela perseguição da ave de rapina.

R
Rabo a viento: Vento abaixo. Lance a favor do vento.
Ralea: Ave não apta para ser caçada por falcões de altanaria. Qualquer presa incoveniente.
Ramero: Accipiter pollo, capturado depois de abandonar o ninho e antes que possa voar com desenvoltura. Quando anda pelas ramagens.
Rapela: Chama-se falcões de rapela aos passageiros que se capturam do retorno migratório.
Real: Chama-se falcão real ao niego perfeitamente introduzido na caça.
Recaçador: Recebe este nome o pássaro que repete os ataques a uma presa difícil.
Remera: Ave que move as asas a um ritmo rápido durante o vôo; como se remasse no ar.
Rémiges: Cuchillos. Grandes plumas das asas, imprescindiveis para o vôo.
Roedero: Carne com o qual se prolonga a comida de uma ave de rapina, geralmente um rabo de boi ou um membro de volátil.
Roquez: Ave de rapina de tons escuros.
Rojo: Falcão pollo.

S
Sacar: Extrair um filhote da câmara, onde tem perdido os canhões.
Sacre: Falco cherrug
Salto de las pihuelas: Correia que une as pihuelas a lonja, para evitar o choque quando a ave se debate, normalmente de elástico.
Señolero: Falcão que conhece o señuelo.
Señuelo: Artefato de couro e plumas que se emprega para chamar o falcão.
Shahin: Falcão peregrino meridional de conformação física muito pequena.
Sopesar: Carregar da mão.
Soro: Pollo, rojo, falcão que tem feito a primeira muda.

T
Tagarote: Falcão peregrino africano (Falco peregrinus minor)
Telemetria/Telemetria(Português-BR): Sistema de rádio que se utiliza para rastrear uma ave que se perca. A ave de rapina leva um pequeno transmissor nas patas ou caudas. O falcoeiro utiliza um receptor provisto de uma antena para indicar a posição do pássaro.
Templar: Por uma ave em condições ótima de vôo.
Tercia; Sessão alternativa no adestramento da ave.
Tijera: Primeira rémige primária.
Timón: plumas da cauda.
Timoneras: Grandes plumas da cauda.
Tira: Vôo direto em linha reta, sem fazer círculos.
Toghrol: Ave de rapina pertencente ao gênero Spizaetus.
Tolleduras: Excrementos.
Tornillo/Destorcedor (Português-BR): Peça de metal que destorce facilmente que localiza-se entre a lonja e as pihuelas, evitando que enrole.
Tornos: Chama-se assim aos círculos que descrevem o falcão para tomar ou manter.
Torzuelo: Qualquer ave de falcoaria macho.
Trabar: Liar, agarrar a presa no ar.
Traína: Presa recapturada para cebar uma ave.
Trastejar: Recorrer detenidamente um local, para levantar uma presa.

V
Varal: Poleiro para as aves.
Veleras: Aves que utilizam das corrente térmicas para voar, batendo as asas o mínimo possível.
Ventana: Orifício nasal das aves de rapina.
Viandas gruesas: Alimentos fortes, de difícil digestão.
Viento abajo: Rabo a viento
Viento arriba: Pico a viento
Villana: Innoble

Y
Yarak: Se diz de uma ave de rapina, normalmente Accipiters quando se encontra em peso ótimo
para a caça. É uma palavra de origem indigena.

Z
Zahareño/Ave adulta(Português-BR): Falcão capturado depois de sua primeira muda.
Zanco: Tarso.
Zorzaleño: Neblí com o peito pintado como um zorzal.





Vocabulário da falcoaria em
inglês
Leo Fukui
(Rio de Janeiro – RJ)
A falcoaria é uma atividade que apresenta características especiais, onde falta até mesmo uma definição mais precisa sobre qual atividade ela representa é um esporte, uma arte, ou um instrumento de sobrevivência. Em função destas particularidades foram criados no decorrer dos séculos de prática da atividade, palavras e expressões que só são reconhecidas pelos seus praticantes. Por esta razão achamos interessante a criação de um dicionário dos termos normalmente encontrados em publicações de falcoaria, e cujo o significado não são facilmente encontrados em dicionários, com seus significados correspondentes em português. Procuramos basear-se nos termos em língua inglesa, seguido de seu correspondente em nossa língua. O termo ave se refere sempre a aves de rapina. Nem todos os termos que aqui constam, são específicos da falcoaria, mas foram incluídos por se tratarem de termos técnicos cujo significado nem sempre é do conhecimento de todos. Vale ainda lembrar que alguns dos termos estão em desuso, mas são encontrados na s publicações mais antigas.

A
Accipiter: Gênero que representa os chamados gaviões e açores, os “gaviões de asa curta”.
Austringer : Aquele que treina e voa gaviões e açores (ver falconer).
Aylmeri: Um tipo modificado (para melhor) de “jess” (“Aylmeri jess”).

B
Bate: O ato da ave se debater no punho ou no poleiro, na tentativa de se afastar destes.
Bell: Guizo.
Bewit: Fina tira de couro usada para prender o guizo ao tarso da ave.
Bind: Agarrar uma presa e mantê-la segura.
Block (perch) : Poleiro de superfície plana, utilizado para falcões.
Blood feathers : Penas em crescimento e que não adquiriram sua rigidez total.
Bob: Movimento de levantar e baixar a cabeça, indicativo de interesse em alguma coisa.
Bow (perch): Poleiro em forma de arco, utilizado para os gaviões.
Braces: Tiras de couro utilizadas para abertura e fechamento de capuz.
Brancher: Relativo à ave que acabou de sair do ninho, e que ainda permanece nos arredores deste (“filhotão).
Break into: Começar a comer uma presa.
Brown: Termo que designa um peregrino em plumagem imatura.
Buteo: Gênero ao qual pertencem os “gaviões de asa larga”.

C
Cadge: Tipo de poleiro onde se transporta mais de uma ave.
Call off: Chamar a ave para a isca ou para o punho.
Carry: Transportar a ave no punho ou a tentativa da ave de carregar a presa ou a isca para longe do falcoeiro.
Cast: Fazer a contenção física de uma ave, regurgitar, lançar uma ave do punho para o vôo, ou vôo de falcões em dupla.
Casting: Material regurgitado pela ave, geralmente de cor cinza nos jovens e amarela nos adultos.
Cere: Cera, área em torno do bico da ave, geralmente de cor cinza nos jovens e amarela nos adultos.
Check: Mudança de uma presa para outra durante a perseguição, ou indecisão durante a
perseguição por avistar outra presa.
Condition: Estado físico e mental da ave que determina sua disposição para o vôo e caça.
Cope: Aparar unhas e bicos que apresentam crescimento exagerado.
Crab ou Crabbing: Perseguição e/ou briga entre as aves que estão voando ou caçando juntas.
Creance: Longo cordão (30 a 60 metros de comprimento) utilizado durante da ave para vôos nestas distâncias.
Crop: O papo da ave, ou o volume de alimento em uma refeição.

D
Draw the hood: Fechar o capuz pelo “braces”.
Deck feathers: As duas penas centrais da cauda.

E
Enter: Introdução da ave a uma presa.
Eyass, Eyas, ou Eyess: Uma ave que foi capturada ainda filhote no ninho.
Eyrie ou Aerie: O ninho de uma ave de rapina.

F
Falco: Gênero que representa os falcões.
Falcon: Falcão, aves do gênero Falco, ou em falcoaria, as fêmeas deste gênero.
Falconer: Aquele que treina e voa falcões (falcoeiro)
Falconry: Falcoaria
Fault Bars: Falhas que surgem nas penas (geralmente na cauda e nas primárias) na forma de estrias transversais, que representam situações de stress ou alguma deficiência por que a ave passou durante o crescimento daquela pena.
Feak: Ato da ave limpar o bico, após a alimentação.
Field: Platéia ou assistência de campo durante os vôos.
Flights ou Flight feathers: Penas principais usadas para o vôo, primárias.
Foot: Agarrar a presa com os pés.
Frounce: Doença de ave.
Full-summed: Indicativo de muda ou crescimento de penas completo.

G
Gleam: Muco que cobre o material regurgitado.
Gorge: Permitir a ingestão de alimento à vontade, em uma dada refeição.

H
Hack: Prática de “liberdade assistida” para filhotes desenvolverem sua capacidade de vôo
Haggard: Ave capturada com plumagem de adulto.
Halsband: Tira utilizada pelos falcoeiros indianos para lançamento das aves ou para colocação do guizo no pescoço da ave.
Hard pinned: Indicativo de finalização do crescimento da pena.
Hawk: Denominação dada aos gaviões e açores, podendo ser utilizada para falcões.
Hawking: O mesmo que falcoaria, mas especifica o uso de gaviões, ao invés de falcões.
Hood: Capuz
Hood block: Forma, geralmente de madeira, utilizada para dar forma a alguns modelos de capuz.
Hood shy: Ave que se recusa a usar o capuz, em geral por falha do falcoeiro.
Hunger traces: Ver fault bars.
Hunger streaks: Ver fault bars.

I
Imp: Método de reconstituição de penas quebradas.
Imprint: Ave capturada muito jovem, no ninho, e que vê o falcoeiro como seus pais.
Intermewed: Ave que passou pelo menos uma muda na mão do falcoeiro.

J
Jack: O macho do Falco columbarius.
Jerkin: O macho do Falco rusticolus.
Jess: Tira de couro, não muito longa, colocada em volta do tarso da ave por onde ela é mantida segura.

K
Kell: Osso do peito, esterno

L
Lanneret: O macho do Falco biarmicus.
Leash: Cordão que prende a ave no poleiro.
Longwing ou Long-winged hawks: Os falcões, aves do gênero Falco.
Lure: Isca ou Chamariz, objeto que simula uma presa usada para atrair as aves de volta ao falcoeiro.

M
Mail: As penas do peito da ave.
Make-hawk: Ave mais velha e experiente usada para ensinar e/ou encorajar as aves mais jovens.
Make-in: Aproximar-se da ave que está sobre a isca ou a presa para tomá-la ao punho.
Mantle: Ato da ave esconder o alimento, cobrindo com seu corpo, mantendo as asas e a cauda abertas, ou também o ato de espreguiçar..
Mark down: Marcar o local exato onde a presa buscou refúgio.
Mew: O recinto da ave.
Molt: A muda anual
Musket: O macho do Accipiter striatus ou Accipiter nisus.
Mutes: Os excrementos da ave.

N
NAFA: Associação Norte Americana de Falcoeiros

P
Passage: A migração das aves.
Passage-hawk: Ave capturada em seu primeiro ano de vida, após ter saído do ninho.
Petty singles: Os dedos de uma ave.
Pick-up piece: Pedaço de carne seguro na luva com a finalidade de fazer com que a ave largue a presa ou a isca e pule ao punho.
Pitch: Altura em vôo que uma ave atinge para iniciar a caça.
Plumage: As penas da ave.
Plume: O ato de arrancar as penas da presa abatida.
Pounces: As garras da ave.
Preen: Arrumar as penas com o bico.
Put-in: Ato da presa, sendo perseguida, encontrar refúgio.
Put-over: Movimento de passar o alimento do papo para o estômago, através de movimentos do pescoço.

Q
Quarry: A presa para a qual as aves são lançadas.

R
Rake away: Voar para longe do falcoeiro ou da presa, se evadir.
Rngle: Pequenas pedras ingeridas pelas aves para auxiliar na digestão.
Reclaim: Reinício de amansamento ou treinamento de uma ave que ficou algum tempo sem contato com o falcoeiro. (por ex: após a muda)
Red hawk: Peregrino em plumagem imatura, ou mesmo outras espécies.
Reflush: Levantar a presa após ela ter buscado refúgio, durante uma perseguição.
Ring up: Vôo de elevação em espiral.
Ringing flight: Quando uma ave persegue sua presa em vôo ascendente e em espiral.
Rouse: Ato de chacoalhar as penas para arrumá-las.

S
Sacret: O macho do Falco cherrug
Sails: As asas de uma ave
Self-hunting: Quando a ave persegue uma presa sem o comando do falcoeiro.
Serve: Oferecer, apresentar uma presa a ave.
Set down to moult: Manter a ave em viveiro para efetuar a muda anual, sem muito contato com o falcoeiro e recebendo alimentação à vontade.
Sharp set: Termo utilizado para falcões que estão ávidos para a caça.
Short-winged Hawk: Aves dos gêneros Buteo ou Accipiter.
Slice: Evacuação em jato característico dos gaviões e águias.
Slip: Lançar uma ave para uma presa.
Soar: Planar.
Sore-Hawk: Diz-se de um Accipiter capturado em seu primeiro ano de vida.
Stoop: Vôo picado, descendente, característico dos falcões.
Strike the hood: Abrir o capuz através dos “braces”.
Swivel: Destorcedor utilizado entre as “jesses” e o “leash”.

T
Take stand: Aguardar, o momento de se lançar sobre a presa, pousado no topo de uma árvore.
Tiercel. tassel ou tercel: Aves do sexo masculino.
Tid bits: Pequenos pedaços de alimento utilizados para recompensar a ave.
Train: A cauda de uma ave.
Truss: O mesmo que “bind”.
Tyro: O principiante.
Tyring: Partes da presa (asa depombo, pescoço de frango) usados para ocupar a ave durante os treinamentos.
W
Wait-on: Estilo de vôo de falcões, em que a ave aguarda, a grandes altitudes a presa ser levantada.
Warble: Ato de espreguiçar levantado as duas asas sobre o dorso e ao mesmo tempo abrindo a cauda em leque.
Weather: Colocar a ave ao ar livre, onde possa tomar banho, se expor ao sol, observar outras atividades, fora do viveiro.
Weathering ground: Área onde as aves são mantidas ao ar livre.
Wedded: Quando uma ave prefere apenas um tipo de presa.

Y
Yarak: Antigo termo que designava condição ideal de vôo dos açores.

_________________
Jorge Sales Lisboa
Avatar do usuário
junio
 
Mensagens: 31
Registrado em: Seg Fev 22, 2010 3:00 am
Localização: Brasilia-DF

Re: Para todos que estao perdidos com sua primeira ave

Mensagempor Rafael » Sáb Jul 24, 2010 4:57 pm

Valeu Felipe e Junio, muito obrigado, desculpa o encomodo!
Rafael
 
Mensagens: 16
Registrado em: Seg Jul 12, 2010 1:39 pm

Re: Para todos que estao perdidos com sua primeira ave

Mensagempor rogerpires100 » Ter Ago 09, 2011 7:11 pm

[quote="Fernando abilake"]ESTE TEXTO NAO FAZ NINGUEM FALCOEIRO E SIM SERVE DE BASE PARA ESTUDOS E POSTERIORMENTE A AJUDA DE UM FALCOEIRO SE FAZ NECESSÁRIO

segue a tradução desculpe eventual erro na escrita traduzi correndo ok bom proveito a todos.....


[b]GUIA DE ADESTRAMENTO PARA O PRINCIPIANTE FALCOEIRO


Que tal amigos, eu como outros companheiros, também estou alarmado com os problemas que estão tendo com seu primeiro pássaro. A verdade e que sinto que tenho que tentar ajudá-los. Eu não sou nenhum expert em falcoaria como alguns me dizem. Tenho experiência com rapinas, sobre tudo Cernicalos e apoiado nesta experiência tentarei ajudar quem esta começando.

Fernando,

Obrigado pelo esforço e paciência em ajudar os iniciantes.
A tradução ficou muito boa. Pode ter certeza que tem ajudado muito com sua participação no forum.
Avatar do usuário
rogerpires100
 
Mensagens: 65
Registrado em: Sex Jun 17, 2011 6:46 pm
Localização: Anápolis - Goiás

Re: Para todos que estao perdidos com sua primeira ave

Mensagempor Anderson » Ter Ago 09, 2011 9:18 pm

Realmente valeu pelas dicas Fernando, por mais que vc leia quando a ave está com aqueles olhos arregalados para vc tudo muda, e esse texto auxilia bastante.
Avatar do usuário
Anderson
 
Mensagens: 59
Registrado em: Sex Jun 18, 2010 11:51 am

Re: Para todos que estao perdidos com sua primeira ave

Mensagempor rogerpires100 » Qua Ago 10, 2011 11:36 am

1ª PARTE:
Em primeiro lugar...
...Com muito cuidado pegara um pedacinho de comida ( picada) que terá preparado alem da comida que dara ao punho entre seus dedos e lhe oferecerá como se estivesse com o capuz, se não a pega poderá acariciar suas patas de novo para que baixe a cabeça e ao tentar bicar pegue a comida.

Fernando,
PENSA NUMA AVE CISMADA COM MINHA MÃO SEM A LUVA...rsrsrs
mesmo agindo com cautela, o Blade está sempre atento à minha mão sem luva.
Essa cisma dele vai passar, é normal que haja assim?

P.S.: Ele já está dando os primeiros saltos à luva...!!
Avatar do usuário
rogerpires100
 
Mensagens: 65
Registrado em: Sex Jun 17, 2011 6:46 pm
Localização: Anápolis - Goiás

Re: Para todos que estao perdidos com sua primeira ave

Mensagempor Mac » Qua Ago 10, 2011 9:07 pm

Fala Roger!

Sempre q estou com a ave no punho, fico mexendo com a mão direita (q está sem a luva), toco na luva, toco nas correias, coço minha kbça. A ave acostuma, algumas rapidamente, outra demoram um pouco mais.

Abraço!

Mac
Alessandro ("Mac")
Membro AMAR (Ave da Mata Atlântica Reabilitada)
Anauá - Falco sparverius fêmea (IBAMA)
Irati - Geranoaetus albicaudatus fêmea (CETAS)

MSN = guaranimineradora@hotmail.com
Avatar do usuário
Mac
 
Mensagens: 547
Registrado em: Ter Mar 09, 2010 10:22 am
Localização: Cachoeiro de Itapemirim/ES

Re: Para todos que estao perdidos com sua primeira ave

Mensagempor rogerpires100 » Qua Ago 10, 2011 9:59 pm

Mac,
Obrigado pela dica, vou colocar em prática hoje ainda!
Avatar do usuário
rogerpires100
 
Mensagens: 65
Registrado em: Sex Jun 17, 2011 6:46 pm
Localização: Anápolis - Goiás

AnteriorPróximo

Voltar para Gaviões

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron